Drogas na
quarentena

Drogas na Quarentena é uma ação conjunta da Iniciativa Negra por uma Nova Política sobre Drogas e da Plataforma Brasileira de Política de Drogas. O projeto nasce com o propósito de fiscalizar e analisar os impactos das políticas de drogas aplicadas no país a partir deste novo cenário de pandemia que se apresenta. Vamos vigiar e cobrar o Poder Público para que as atuais circunstâncias não possibilitem ainda mais violações de direitos contra populações vulneráveis no período que o coronavírus é uma realidade no Brasil. Também reunimos iniciativas de organizações e coletivos do Brasil todo que estão olhando para essas questões.

ÁREA DE IMPRENSA

Drogas na Quarentena: Organizações da sociedade civil criam campanha inédita sobre os impactos da pandemia nas políticas sobre drogas no Brasil

 

O material disponível abarca os temas: usos das substâncias psicoativas durante período de isolamento social, Sistema de Justiça e encarceramento, cuidado e atenção e segurança pública 

 

São Paulo, Salvador, abril de 2020 – Drogas na Quarentena é uma ação conjunta das ONGs Iniciativa Negra por uma Nova Política sobre Drogas (INNPD) e da Plataforma Brasileira de Política de Drogas (PBPD). O projeto nasce com a finalidade de fiscalizar e analisar as políticas de drogas aplicadas no país a partir deste novo cenário de pandemia que se apresenta. A proposta é que esta seja uma ferramenta para vigiar e cobrar o Poder Público para que as atuais circunstâncias não possibilitem ainda mais violações de direitos contra populações vulneráveis no período em que o coronavírus é uma realidade no Brasil. Além disso, esta ação também reúne iniciativas de organizações e coletivos de todas as regiões do país que estão olhando para as questões relacionadas ao uso de cannabis e substâncias psicoativas durante período de isolamento social, Sistema de Justiça e encarceramento, segurança pública e cuidado e atenção.

 

No eixo sobre Usos e Quarentena, fortalecendo o isolamento social, a Iniciativa Negra iniciou a campanha “Brisa em Casa” com conteúdos mais leves nas redes sociais, com objetivo de dialogar diretamente com o usuário, levando informações sobre uso adulto de substâncias psicoativas durante o período de isolamento social e orientações visando a redução de danos. “Brisa em Casa” também promove transmissão de lives com profissionais das áreas da saúde, assistência social e artística para conversarem sobre serviços, cuidados e trocas de experiências com os espectadores, que podem participar com dúvidas e perguntas. Os primeiros convidados confirmados são Preto Zezé, presidente da Central Única das Favelas,  o neurocientista Sidarta Ribeiro, o cantor e compositor BNegão e a socióloga Vilma Reis a partir de 5 de maio, sempre às terças-feiras, 16h20. As lives podem ser assistidas nos perfis facebook.com/innpd/ e @iniciativa_negra. Nesta seção do site, também serão compartilhadas informações sobre saúde mental, atendimento à distância a pessoas em situação de vulnerabilidade, direito ao acesso a medicamentos e estudos que alertam sobre o aumento do consumo de álcool e outras drogas em situações de confinamentos.

 

Em Sistema de Justiça e encarceramento, encontram-se informações sobre a campanha “Liberdade é uma questão de saúde pública”, que cobra do Judiciário medidas desencarceradoras, considerando que é impossível seguir as recomendações de prevenção do coronavírus na prisão. A campanha tem como base a recomendação 62/2020, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Tal recomendação explicita a importância da substituição da prisão por medidas alternativas.  Além desta campanha da Plataforma Brasileira de Política de Drogas – PBPD, este eixo traz matérias e dados sobre a entrada do novo coronavírus nas prisões e o descaso do governo para com a população encarcerada e seus familiares. 

 

Em Cuidado e atenção, são disponibilizadas informações sobre iniciativas de organizações civis que se mobilizam para arrecadar doações, cadastrar voluntários e profissionais que se disponham a assistir a esta população em situação vulnerável, com orientações de higiene e de serviços disponíveis para refeições, banho e sono, e também acompanhamento jurídico, por exemplo. 

 

O tema Segurança Pública traz dados de monitoramento e artigos que reforçam a importância do papel do Estado em cooperar nas ações de prevenção e garantia de direitos, sem excessos que violam direitos humanos. Questões relacionadas às intersecções do racismo, sexismo, lgbtfobia, machismo, com uma lógica punitivista, bem como as desigualdades sociais e econômicas presentes em todas as regiões do país, podem se agravar neste momento. 

 

Sobre Iniciativa Negra por uma nova política sobre drogas (INPPD)

Fundada pela socióloga paulista Nathália Oliveira e o historiador baiano Dudu Ribeiro em 2016, a Iniciativa Negra é a primeira ONG negra de Advocacy do Brasil, e tem como objetivo ampliar o debate nacional sobre as drogas e promover ações de advocacy em direitos humanos e reformas nas políticas públicas sobre o tema,com foco no combate ao racismo e diminuição de desigualdades promovidas pelo racismo.  

 

Sobre Plataforma Brasileira de Política de Drogas (PBPD)

A Plataforma Brasileira de Política de Drogas é uma rede para a atuação conjunta de organizações da sociedade civil, coletivos e especialistas de diversos campos que busca debater e promover políticas de drogas fundamentadas na garantia dos direitos humanos e na redução dos danos produzidos pelo uso de drogas e pela violência associada à ilegalidade de sua circulação.

 

Agência Lema

Leandro Matulja/ Letícia Zioni

www.agencialema.com

 

Natalia Iponema (55 11) 3871-0022 ramal 229

natalia@agencialema.com.br


Carolina Bressane (55 11) 3871-0022 ramal 214

carolina@agencialema.com.br

Liberdade é uma questão de saúde pública

Close Bitnami banner
Bitnami